terça-feira, 15 de dezembro de 2015

MOBILIZAÇÃO E COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Após o Ministério da Saúde confirmar a relação entre o vírus Zika e a ocorrência de microcefalia, uma mobilização nacional foi chamada para conter o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, responsável pela disseminação das doenças dengue, chikungunya e zika.

Para atingir esse objetivo o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (SINPDEC)   atuará  em conjunto  com  Sistema  Nacional  de  Saúde  (SUS)  na Mobilização  e Combate  ao  Mosquito,  sendo  fundamental  a  participação  dos  órgãos estaduais e municipais de proteção e defesa civil.


Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil com representantes estaduais em reunião sobre o Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia

A Sala Nacional de Coordenação e Controle do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, localizada no Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), órgão da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil,  atua no gerenciamento e monitoramento das ações de mobilização e controle do mosquito Aedes aegypti em todo o país.

Em Mato Grosso, o Superintendente de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel BM Cunha Jr.,  iniciou as tratativas para organizar a Sala de Coordenação e Controle na esfera estadual, incluindo reunião com sua equipe e o agendamento de encontros com gestores dos municípios mato-grossenses para debater as estratégias de atuação integrada e de apoio às ações.




Além de definir  diretrizes  para  execução  coordenada  e  controlada  das  ações  de mobilização e combate ao mosquito em Mato Grosso, a Sala de Coordenação e Controle Estadual deverá dar suporte a municípios com pessoal, insumos, equipamentos e logística; Informar à Sala Nacional de Coordenação e Controle as necessidades logísticas para o pronto cumprimento da mobilização e combate ao mosquito; Elaborar Plano de Ação para o combate ao vetor em seu território; dentre outras atribuições.

Para o superintendente de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel BM Cunha Jr, somente uma grande ação unificada entre municípios, Estados e a União será capaz de derrotar esse mosquito que causa tão graves epidemias no país. “É uma situação que pode ser considerada desastre biológico, por isso os órgãos de Proteção e Defesa Civil vão caminhar juntos com representantes do Ministério da Saúde, secretarias de Saúde, Educação, Segurança Pública e Assistência Social, para conter novos casos de microcefalia relacionados ao vírus Zika”, concluiu o superintendente.  


Dados da microcefalia no país:

Com o crescente número de casos de microcefalia no país, o Ministério da Saúde declarou, no mês passado, Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional no país. 

As investigações sobre o tema devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. 

Até 5 de dezembro de 2015, foram registrados 1.761 casos suspeitos de microcefalia, em 422 municípios de 14 unidades da federação. As informações são do Informe Epidemiológico sobre Microcefalia, divulgado pelo Ministério da Saúde.


Fonte: Cida Rodrigues - Assessoria / Defesa Civil Estadual

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

CURSO AÇÕES DE DEFESA CIVIL PARA 
CORPO DE BOMBEIROS

Texto: Cida Rodrigues - Publicidade Defesa Civil e Bruna Pinheiro - Assessoria/Secid
Fotos: Cida Rodrigues

As ações de Defesa Civil estão ganhando um grande reforço em Mato Grosso. De quarta, 09, até sexta-feira,11, bombeiros militares de vários municípios participam na Escola de Governo, em Cuiabá, do curso oferecido pela Defesa Civil Estadual. 




É uma parceria que busca integrar os dois órgãos estaduais para assessorar melhor os municípios mato-grossenses em situação de emergência ou de calamidade pública. Como o Corpo de Bombeiros possui Regionais em todo o Estado, busca-se aproveitar essa estrutura de regionalização para promover mais proximidade com os municípios mato-grossenses e garantir a efetividade no atendimento à população. 




Os bombeiros militares estão conhecendo o ordenamento jurídico do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, e aprendendo também a elaborar planos de resposta e plano de trabalho nas ações de atendimento a desastres e a preencher o S2ID (Sistema Integrado de Informações sobre Desastres).  Após a conclusão do curso, eles estarão aptos a apoiar a Defesa Civil Estadual na assessoria aos municípios nas decretações e nas ações de prevenção, resposta e reconstrução. 





Já no primeiro dia de curso, os participantes conheceram de perto cenários com risco de desastre em dois bairros da região do Coxipó, em Cuiabá. Na aula de campo, os bombeiros vivenciaram situações que os ajudaram a entender melhor a atuação da Defesa Civil, que vai desde a prevenção até a reconstrução de estruturas afetadas por desastre.





Um dos instrutores do curso é Washington Duarte, que faz parte da equipe da Defesa Civil Estadual e também é major do Corpo de Bombeiros. Segundo Washington, “muitos bombeiros não sabem como funciona o sistema de informações da Defesa Civil. Esta ferramenta possibilita relatar os danos sofridos nas cidades e viabilizar a captação de recursos para a recuperação dos prejuízos. Capacitando esses militares no atendimento e fornecimento das primeiras informações, a população será diretamente beneficiada”.



terça-feira, 1 de dezembro de 2015

DEFESA CIVIL DE MATO GROSSO PARTICIPA DE REUNIÃO DO PROJETO GIDES

Texto: Cida Rodrigues - Publicidade/Defesa Civil

Para se inteirar e se envolver nas discussões da estratégia nacional de prevenção de desastres, a Defesa Civil de Mato Grosso é um dos órgãos participantes da 3ª Reunião técnica sobre plano de prevenção, reabilitação e reconstrução do projeto GIDES, nos dias 01 e 02 de dezembro, em Brasília.


Tenente-coronel BM Adelir Martini e Major BM Washington Duarte representando a Defesa Civil na reunião

GIDES é o projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada em Riscos de Desastres Naturais. Uma iniciativa da parceria da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) firmada em agosto de 2013 com duração de quatro anos. 

As reuniões técnicas são instâncias em que os três ministérios executores (Cidades; Integração; Ciência, Tecnologia & Inovação) e o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) – além de representantes de estados e municípios-piloto, discutem temas afetos à implementação do projeto.


Ao participar dessas reuniões técnicas, a  Defesa Civil Estadual se integra na troca de conhecimento entre o Brasil e o Japão, ao mesmo tempo em que busca mais orientações para elaboração políticas públicas na área de proteção e defesa civil.





sexta-feira, 27 de novembro de 2015

DEFESA CIVIL FORMA MAIS DE 300 VOLUNTÁRIOS PARA ATUAÇÃO EM MATO GROSSO 

Texto: Priscilla Vilela - Assessoria/Secid


Mais de trezentas pessoas já fazem parte da rede de voluntários da Defesa Civil de Mato Grosso e estão aptas a auxiliar o Governo do Estado em casos de desastre ou calamidade pública. O número foi alcançado ao longo de 2015, com a realização de cursos de capacitação realizados em Tangará da Serra, Cuiabá e Rondonópolis.



O superintendente da Defesa Civil, tenente coronel Abadio José da Cunha Junior, pondera que além dos voluntários, outras duzentas pessoas já se inscreveram para participar do curso de capacitação e, assim, poderem participar das atividades de auxílio a moradores em situação de vulnerabilidade. Os interessados podem se inscrever clicando aqui ou pela página da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), no banner "Cadastro de Voluntário". 

"Os voluntários atuam como um amigo na vida dessas pessoas que estão em situação de risco e precisando de auxílio. Então, ficamos muito contentes de ter esse grande número de pessoas dispostas a integrar nossa equipe. Precisamos que todos tenham um engajamento grande, pois quanto mais voluntários, mais auxílio nós conseguiremos prestar", destaca Cunha.

Nos dias 20 e 21 de novembro, a Defesa Civil formou novos setenta voluntários em curso de capacitação realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá. Entre as orientações repassadas ao participantes, estavam informações sobre combate e princípio de incêndio, atendimento pré-hospitalar, orientação e localização em terrenos, implantação de abrigo temporário, conceitos sobre defesa civil, voluntariado e rádio amador.




Qualquer pessoa acima de 18 anos pode se tornar um voluntário, de acordo com a Lei do Voluntariado (9.608/98), criada em 18 de fevereiro de 1998. Estão disponíveis ainda 150 vagas para o curso que é gratuito.




segunda-feira, 23 de novembro de 2015

DEFESA CIVIL REALIZARÁ TRIAGEM DE ALIMENTOS PARA DOAÇÃO

Fonte: Priscilla Vilela - Assessoria/Secid
Fotos: Cida Rodrigues - Publicidade/Defesa Civil

A Defesa Civil de Mato Grosso é responsável por realizar a triagem dos alimentos doados durante a campanha "Natal para Todos", lançada pelo Governo do Estado. O trabalho de separação dos itens é uma parceria feita com o Núcleo de Ações Voluntárias (NAV), coordenado pela primeira-dama Samira Martins. A campanha, que segue até o dia 20 de dezembro, tem o objetivo de arrecadar 10 mil toneladas de alimentos, que deverão atender cerca de 400 mil famílias de Mato Grosso.


Os alimentos serão reunidos na Arena Pantanal, para que a Defesa Civil realize a triagem e montagem das cestas básicas. "Essa é uma ação que só é possível ser realizada com a ajuda de todos. Precisamos de amor ao próximo para que 400 mil famílias possam passar esse Natal com dignidade", destacou Samira Martins.

O governador Pedro Taques destacou a importância do trabalho em conjunto do poder público e também das empresas privadas em prol das famílias em situação de vulnerabilidade. "Essa é uma ação diferenciada. Não existe interesse público ou privado nesses casos. Existe o interesse social, o interesse de ajudar ao próximo".

Foto: Mayke Toscano

Serão organizados pontos de coleta em supermercados, órgãos e escolas estaduais para arrecadar os alimentos. A Secretaria de Estado das Cidades (Secid) trabalha para também funcionar como ponto de coleta durante a campanha. Além disso, a Arena Pantanal irá receber eventos com a contrapartida da doação de alimentos. Exemplo disso foi a parceria realizada, no início deste mês, entre o Estado e o Colégio Isaac Newton. Ao todo, três toneladas de alimentos foram doadas por pais, alunos e professores.

Superintendente da Defesa Civil de Mato Grosso, tenente coronel Abadio José da Cunha Júnior, destaca o empenho do órgão para que a campanha seja um sucesso. "Essa é uma oportunidade para que possamos mais uma vez trabalhar em prol da população em situação de vulnerabilidade. Tenho certeza de que conseguiremos sensibilizar servidores e sociedade civil para que a meta seja batida com sucesso", disse.

A primeira-dama Samira Martins e o Superintendente da Defesa Civil Cunha Jr.

Além do Executivo, participam da Campanha "Natal pra Todos" a Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (Amad), Associação de Desenvolvimento dos Municípios de Mato Grosso (APDM), Associação de Supermercados de Mato Grosso (Asmat), a Associação de Distrital de Rotarianos (Rotary), Instituto Lions da Visão, Exército Brasileiro e maçonaria. 





terça-feira, 17 de novembro de 2015

SENABOM 2015: 
APERFEIÇOAMENTO PARA OS BOMBEIROS DA DEFESA CIVIL DE MATO GROSSO

Cida Rodrigues / Publicidade SUPDEC MT

Alguns bombeiros que atuam na Defesa Civil Estadual participaram do XV Seminário Nacional de Bombeiros Militar (SENABOM),  de 11 a 13 de novembro, em Goiânia.


Delegação mato-grossense no SENABOM, com presença de representantes da Defesa Civil

Considerado o maior e mais conceituado evento de prevenção e combate a incêndio do país, o SENABOM possibilitou aos participantes da Defesa Civil o acesso a informações sobre novas tecnologias do mercado, palestras com especialistas nacionais e internacionais e a troca de experiências com profissionais ligados aos setores de prevenção, combate a incêndio, resgate e emergência.




Representaram a Defesa Civil de Mato Grosso no evento os bombeiros militares Capitão Maurício Ferreira, Major Robson Coronel, Sargento Marcelo Fontes, Sargento Alencar e Sargento Redinaldo Almeida, além do profissional de Tecnologia de Informação Marcelo Almeida e de publicidade, Maria Aparecida Rodrigues.


Da esquerda para a direita: major Robson, Sargento Alencar, Sargento Fontes, Sargento Redinaldo e Capitão Ferreira

Durante os três dias de evento a equipe pôde participar de diversas palestras que contribuirão em suas atividades profissionais e até mesmo para a vida pessoal, como a palestra Construindo uma tropa de elite, ministrada pelo consultor dos filmes Tropa de Elite 1 e 2,  o coordenador de operações especiais do BOPE/RJ, Paulo Storani. Também assistiram à palestra As Lições de uma Vida, apresentada pelo astronauta Marcos Pontes, e conhecer um pouco mais sobre a Atividade de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas no Brasil - Capacitação e Resposta, ministrada pelo Tenente Coronel CBM/DF, Paulo José.

Palestrante Paulo Storani, do Bope/RJ

A equipe da Defesa Civil aproveitou também para conhecer a feira com exposição de materiais e equipamentos inovadores na prevenção e combate a desastres. 


Capitão Ferreira conhecendo o inovador detector de presença de vida em estruturas colapsadas

Demonstração de uso de produto para proteção contra incêndio nas estruturas de edifícios
Equipe entendendo como funciona inovação para limpeza e remoção de produtos derivados de óleo 

E teve também os momentos de torcida pelos representantes de Mato Grosso na competições Bombeiros de Aço e Salvamento Aquático.





Agora, confira algumas das atividades realizadas durante o 15º SENABOM.



Competição Bombeiro de Aço

A prova teve o objetivo de estimular a competição sadia entre os bombeiros militares, abrir espaço para o público civil conhecer um pouco das atividades desenvolvidas pelos bombeiros e, ainda, promover a integração entre as corporações da unidade federativa e de outros países.

Por Mato Grosso, os participantes dessa competição foram os bombeiros militares: tenente Izadora Ledur, tenente Brito, sargento Passos e soldado Sena.





1ª Certificação Nacional de Cães

A 1ª Certificação Nacional de Cães tem o objetivo de padronizar a atividade de busca, resgate e salvamento com cães (BRESC), além de realizar a integração entre os principais representantes da atividade no país. 

A representante de Mato Grosso, a cadela Sharon, foi destaque desde o primeiro dia de prova alcançando a pontuação máxima de 200 pontos na busca noturna. 

Depois de três etapas, a cadela labrador ficou entre os sete selecionados e  garantiu o Certificado Nacional de “Busca, Resgate e Salvamento”.



Sharon é conduzida pelo capitão BM Rafael Marcondes e treinada todos os dias no 2º Batalhão de Bombeiros Militar de Várzea Grande.





Oficina de Combate a Incêndio Real no Simulador Tipo Conteiner
A oficina permitiu aos participantes verificar o comportamento do fogo e, ainda, reforçar o uso correto e as limitações dos EPIs, e a aplicação de métodos para testar e resfriar o ambiente para retardar o flashover.




Além participar da atividade, o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso aproveitou para conhecer os procedimentos e equipamentos do treinamento.





1º Campeonato Internacional de Técnicas Verticais de Resgate 

A disputa é destinada a profissionais que atuam em áreas de difícil acesso, bombeiros, equipes de resgate em montanhas, brigadistas de emergências, socorristas, entre outros.


Foto: Corpo de Bombeiros Militar de Goiás


Campeonato de Salvamento Aquático Sul-americano

O campeonato tem o objetivo de proporcionar conhecimento aos participantes, promover a integração entre os serviços de salvamento e, principalmente, reduzir o número de afogamentos no Brasil e na América do Sul.




Mato Grosso foi muito bem representado nas provas do campeonato pelos bombeiros militares: major Weber, capitão Heitor, tenente Izadora Ledur, tenente Almeida, tenente D. Alves e sargento Passos.







quinta-feira, 5 de novembro de 2015

APRENDIZADO E PARCERIA NO RIO DE JANEIRO

Texto: Cida Rodrigues / Publicidade SUPDEC MT
Fotos: Vani Cunha


O Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil é formado por órgãos dos âmbitos federal, estadual e municipal. Quanto mais atuante for cada ente federativo na execução de suas competências de Defesa Civil, mais fortalecido se torna o Sistema e, por consequência, a população de cada localidade passa a ser mais protegida dos impactos de quaisquer desastres que possam ocorrer. Em Mato Grosso, a atuação do órgão estadual de Proteção e Defesa Civil avança com atividades de envolvimento da sociedade, capacitação de seu corpo técnico e dos municípios, aperfeiçoamento de suas operações, pesquisas de novas tecnologias e principalmente por meio de parcerias. E na busca por cooperação e por aprendizado junto a órgãos de referência no país, nessa semana uma equipe de Mato Grosso visitou a Secretaria de Estado de Defesa Civil (SEDEC) do Rio de Janeiro. 




Referência nacional e internacionalmente, a Defesa Civil fluminense proporcionou uma agenda de visitas e apresentações aos mais importantes departamentos da instituição. Em dois dias de visitação, o superintendente da Defesa Civil Estadual de Mato Grosso, Tenente Coronel Abadio José da Cunha Júnior, a gerente de capacitação Maria Miqueline Pereira de Almeida e a analista de desenvolvimento econômico e social, Maria Aparecida Rodrigues, puderam conhecer a forma de atuação do órgão de Defesa Civil que está entre os que mais evoluem na proteção das pessoas.



O dia 03 de novembro foi dedicado para explorar o funcionamento da Escola de Defesa Civil. A equipe de Mato Grosso foi recepcionada pelo diretor da Escola, Ten. Cel. BM Márcio Romano Corrêa Custódio e pelo subdiretor, Ten. Cel. BM Lúcio Menezes. Além de apresentar um resumo dos trabalhos desenvolvidos, Romano colocou a Escola à disposição para a formação e capacitação dos técnicos da Defesa Civil de Mato Grosso.


Diretor da Escola de Defesa Civil, Ten. Cel. Romano, em conversa com a equipe de Mato Grosso


Com o objetivo de compartilhar conhecimento e construir valores da Defesa Civil, a Escola já capacitou mais de 7 mil pessoas desde a sua criação em 2003. Seus cursos regulares são direcionados  aos profissionais dos órgãos estaduais e municipais de Defesa Civil, com temas como formação de COMDECs (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil), gerenciamento de abrigo temporário, avaliação de danos, percepção de risco de de estrutura danificada, dentre outros.




Na manhã de quarta-feira, 04 de novembro, a agenda aconteceu na Superintendência Operacional de Defesa Civil, que fica no Quartel Central do CBMERJ. Numa reunião com a presença do Superintendente Operacional, Coronel BM Marcelo Hess, e seu estaff, a equipe mato-grossense se inteirou das principais ações de Defesa Civil no Rio de Janeiro e pôde dialogar sobre assuntos pertinentes aos dois entes federativos.


Reunião na Superintendência Operacional, com Coronel BM Marcelo Hess e seu estaff




Durante a tarde, o superintendente Cunha Júnior e sua equipe conheceram as atividades desenvolvidas no Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (CEMADEN/RJ), localizado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) do Rio de Janeiro. A recepção e a apresentação foram realizadas pelo diretor do CEMADEN, Ten. Cel. BM Kempers, que também abriu as portas para a capacitação e repasse de tecnologia nas áreas desenvolvidas por sua equipe. 




Com protocolo de padrões internacionais, o CEMADEN desenvolve atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação na área de meteorologia, hidrologia, geologia e tecnologia da informação. Essas atividades envolvem previsão, preparação, prevenção, e a mitigação do impacto dos desastres por meio do Sistema de Alerta e Alarme por Sirene, cujos resultados têm alcançado a redução contínua de perdas de vidas humanas e materiais nos desastres ocorridos no estado do Rio de Janeiro.


O diretor do Cemaden, Ten. Cel. Kempers, apresentando parte de sua estrutura


Para o o superintendente da Defesa Civil Estadual de Mato Grosso, Tenente Coronel Abadio José da Cunha Júnior, a visita foi bastante útil  “A nossa viagem foi planejada em busca de conhecimento e parceria. A ida ao Rio de Janeiro ocorreu pela facilidade de comunicação com a equipe fluminense. Agora, o esforço será fortalecer essa parceria para aperfeiçoamento de nossas atividades em Mato Grosso. Com essa cooperação, vamos avançar ainda mais nas ações de Defesa Civil e proteger melhor as pessoas”, finalizou Cunha Júnior.






quinta-feira, 29 de outubro de 2015

AVISO METEOROLÓGICO - ESTADO DE ATENÇÃO
Chuva forte em parte do Brasil, incluindo Mato Grosso.

Nesta quinta-feira (29/10), haverá chuva forte, acompanhada de raios e rajadas de vento forte.

Fonte: 
CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) 
INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

VISITAS TÉCNICAS AO VALE DO JAURU

Para disciplinar as atividades de resposta a desastres, uma equipe Coordenadoria de Resposta e Reconstrução da Defesa Civil Estadual realizou visitas técnicas aos municípios da região do Vale do Jauru na semana de 19 a 23 de outubro.

Gerente de Articulação da Defesa Civil, Ten. Cel. Martini, representantes do município de Figueirópolis do Oeste e Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil de Porto Espiridião, José Galvão

Porto Esperidião, Glória do Oeste, Araputanga, Indiavaí, Jauru, Mirassol do Oeste, São José dos Quatro marcos, Reserva do Cabaçal e Figueirópolis do Oeste foram os municípios visitados. 

Visita Glória do Oeste

Visita Jauru


Durante as visitas técnicas, os representantes da Defesa Civil Estadual, Ten. Cel. BM Adelir Martini Adelir Martini, gerente de Articulação e Comando Operacional, e o agente de defesa civil, João Andrade se reuniram com os Coordenadores Municipais de Proteção e Defesa Civil e com prefeitos e secretários municipais.

Visita em Araputanga


Nos municípios que possuem Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil implantadas, como Porto Espiridião, Mirassol do Oeste e São José dos Quatro Marcos, a equipe fez orientações sobre o uso do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) e sobre a elaboração dos planos de contingenciamento de desastres, de resposta a desastres e de trabalho e reconstrução.

Visita Mirassol do Oeste

Visita São José dos Quatro Marcos

Nos demais, Martini e João Andrade reforçaram junto aos prefeitos a  importância da estruturação do órgão municipal de proteção e de defesa civil para a coordenação das ações de prevenção, mitigação, resposta e reconstrução em âmbito local. Também aproveitaram para atualizar as informações socioeconômicas do município e avaliar alguns cenários de risco. 

Visita Indiavaí

A equipe ainda acompanhou e apoiou o coordenador de defesa civil de Porto Espiridião, José Galvão, em visitas técnicas às UHE e PCHs de Indiavaí, instaladas no Rio Jauru. O objetivo foi conhecer o sistema de operação e monitaramento das usinas de eletricidade e seus respectivos planos de segurança de barragem.  

Reunião para recebimento do plano de segurança de barragem