quarta-feira, 29 de julho de 2015

CAPACITAÇÃO EM DEFESA CIVIL: 
MATO GROSSO MAIS RESILIENTE

Gustavo Nascimento
Redação/Gcom-MT


A Defesa Civil de Mato Grosso, órgão ligado à Secretaria de Estado de Cidades (Secid), capacitará prefeitos e coordenadores municipais de defesa civil sobre a importância do uso adequado do Sistema de Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) e da necessidade de profissionalização na produção dos Planos de Resposta e de Trabalho a serem encaminhados à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. A intenção é qualificar os gestores municipais sobre os processos necessários para a solicitação de recursos disponibilizados pela União para ações de defesa civil no Estado que incluem: obras de reconstrução de infraestrutura danificada ou destruída; obras para restabelecimento de serviços essenciais em caso de desastre; socorro e assistência humanitária; e até obras de infraestrutura preventivas de desastres. O curso começará na próxima segunda-feira (03.08), no auditório Cloves Vettorato, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, e se estenderá até a quarta-feira (05.08).

Em 2014, aproximadamente um terço dos 141 municípios mato-grossenses declararam situação de emergência em decorrência das catástrofes ocasionadas pelo período chuvoso. Porém, somente sete das 46 cidades, que tiveram a situação decretada pela Defesa Civil Nacional, conseguiram obter recursos do Governo Federal, por conta de erros nos processos.

Pensando nisso, a Defesa Civil do Estado decidiu realizar o curso para capacitar os municípios nos processos de decretação, captação de recursos e prestação de contas em defesa civil.

Conforme o coronel Abadio José da Cunha Júnior, superintendente de Proteção e Defesa Civil, todo o ano o Estado sofre com o período chuvoso, principalmente as regiões norte e noroeste. “Ano passado mais de um milhão de pessoas sofrearam com as chuvas em Mato Grosso. Todo ano diversos municípios ficam ilhados e sem abastecimento. Se a Defesa Civil desses locais souberem se organizar vão conseguir minimizar os danos”.

De acordo com Cunha, outro problema é na realização dos trâmites para conseguir receber os repasses. “Muitas vezes, os gestores não tem conhecimento sobre todo o processo para o decreto do estado de emergências ou quais passos devem seguir. Com isso, não conseguem acessar os recursos, o que piora ano após anos, pois sem recursos, menos infraestrutura e mais problemas.”

A abertura do evento contará com a presença do governador de Mato Grosso, Pedro Taques e do secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Adriano Pereira.


Confira a programação completa:


Inscreva-se para o curso, acessando AQUI

quarta-feira, 22 de julho de 2015

SEJA UM VOLUNTÁRIO DE DEFESA CIVIL
Faça seu cadastro para participação nos cursos de capacitação de voluntários. 


Lisânia Ghisi 
Assessoria/Secid

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso começou a cadastrar os voluntários interessados em atura nas situações de prevenção e gestão de desastres no Estado. Os interessados devem preencher os dados pelo link http://goo.gl/forms/sNDxyQBRyX. 

Além do cadastro, também será realizado curso de capacitação. Somente após a conclusão das aulas, os voluntários poderão participar das ações.

O curso terá carga horária de 40 horas e as aulas serão realizadas aos sábados, durante o período vespertino. Cada turma contará com 60 participantes. De acordo com o superintendente da Defesa Civil Estadual, tenente coronel Abadio José da Cunha Junior, o objetivo é capacitar o maior número de pessoas, para que estas possam atuar nos municípios.


Conforme cronograma, o curso contará com aulas sobre noção de Defesa Civil, orientação e localização em terrenos, administração de abrigos temporários, atendimento pré-hospitalar com remoção de vítimas, manejo de produtos perigosos, e conhecimento sobre voluntariado.


Para Cunha, a formação de voluntariados contribui para o fortalecimento da Defesa Civil Estadual, além de tornar a população mais atenta às ocorrências naturais. "A população é a primeira a perceber a ocorrência do desastre. Por isso a importância da capacitação. Queremos que as pessoas tenham este sentimento de percepção de desastres e que saibam também como ajudar".





quarta-feira, 15 de julho de 2015

SERVIDORES PÚBLICOS CONCLUEM CURSO 
BRIGADA PAIAGUÁS

Servidores da Secretaria de Estado das Cidades (Secid-MT) concluíram as aulas do Programa Brigada Paiaguás, desenvolvido pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso. Ao todo, 60% dos funcionários da Secid foram capacitados nas áreas de gestão de risco e desastres, primeiros socorros, combate a princípios de incêndio, controle de pânico e plano de abandono de área. O curso conta com carga horária de 20 horas e os certificados serão emitidos pela Escola de Governo.





Na manhã desta quarta-feira (15.07), foi realizado a última etapa do curso: simulação de abandono de área, na sede da própria pasta. Os servidores, que foram capacitados, tiveram que pôr em prática os ensinamentos repassados pelos profissionais da Defesa Civil. A saída do prédio teve início às 10h35 e durou três minutos. De acordo com o coordenador de resposta e reconstrução da Defesa Civil de Mato Grosso, tenente coronel Márcio Paulo da Silva, o teste foi realizado de forma exemplar e ordenada.







Para o secretário Eduardo Chiletto, titular da Secid, a ação desenvolvida pela Defesa Civil mostrou o quanto é importante se ter um ambiente de trabalho seguro. "O programa Brigada Paiaguás nos mostra como é necessário se ter as ações de combate a incêndio dentro de cada secretaria. Durante a simulação foi possível perceber que tudo ocorreu de forma ordenada e tranquila, além de ter sido feito levantamento dos itens de prevenção, como extintores e bombas de água". 





No que se diz respeito a novas ações, Chiletto reforçou que com a finalização do trabalho na Secid, a expectativa é de que os demais servidores que trabalham nos prédios públicos que formam o Centro Político Administrativo também recebam as orientações "e assim possamos ter um CPA mais resiliente, como reza a Defesa Civil de Mato Grosso".


Eduardo Chiletto, Secretário de Estado das Cidades,
e Abadio José da Cunha Junior, Superintendente de Proteção e Defesa Civil 

“Mais do que oferecer amparo e abrigo, queremos ampliar o conceito de proteção.  A intenção é encontrar a melhor forma de proteger, ensinando as pessoas a resistir, absorver e se recuperar dos efeitos de um evento adverso ou desastre”, expôs o Tenente Coronel Abadio José Cunha, Superintendente de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso.  “Com a grande aceitação percebida no desenvolvimento do projeto-piloto na Secretaria de Estado das Cidades (SECID), a qual a Defesa Civil é vinculada, vamos agora apresentar o Programa ao Governador Pedro Taques e assim que tivermos sua aprovação daremos continuidade nas demais Secretarias de Estado”, concluiu  Cunha Jr.





























Fonte: Lisânia Ghisi - Assessoria/Secid
Fotos: Vani Cunha





quinta-feira, 9 de julho de 2015

VISITA DA COMPDEC RONDONÓPOLIS
Parceria para o fortalecimento do 
Sistema Estadual de Defesa Civil

Nessa terça-feira, dia 07 de julho, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (SUPDEC) de Mato Grosso recebeu a visita dos representantes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Rondonópolis, o coordenador Erimar Bezerra e o assessor técnico Antônio Chaves. Os dois fizeram uma visita às novas dependências da SUPDEC e trataram das necessidades da Coordenadoria Municipal, como por exemplo, as demandas para evitar e até mesmo apoiar as ações de combate às queimadas em Rondonópolis.




Na oportunidade, o superintendente de Proteção e Defesa Civil,  Tenente Coronel Abadio Cunha Júnior, expôs a necessidade de estruturação e fortalecimento dos órgãos municipais de defesa civil para garantir uma atuação mais eficiente dos municípios nas situações pré e pós desastres, inclusive nos processos de decretação e captação de recursos de defesa civil. Cunha colocou a Superintendência Estadual à disposição para orientações que se fizessem necessárias e também para intermediar o contato com a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.  





Além dos assuntos tratados, os representantes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Rondonópolis ficaram sabendo em primeira mão de uma programação que a SUPDEC está preparando para os próximos dias e que vai interessar os municípios mato-grossenses. Em breve, assim que a programação estiver definida junto ao Governador Pedro Taques, todos serão comunicados. Enquanto isso, Erimar Bezerra e Antônio Chaves voltam para Rondonópolis com expectativas de que todos juntos poderão ajudar a fortalecer o Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil.