terça-feira, 4 de agosto de 2015

ABERTURA DA CAPACITAÇÃO EM DEFESA CIVIL 

Lisânia Ghisi
Assessoria/Secid-MT

Começou nesta segunda-feira (03.08), o curso de capacitação para prefeitos e coordenadores municipais de Proteção e Defesa Civil. O evento, que contou com a presença do governador Pedro Taques e do secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira Junior, segue até o dia 05 de agosto. 



Também estiveram presentes, na cerimônia de abertura, o secretário de Estado das Cidades, Eduardo Chiletto, e o superintendente de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso, tenente coronel Abadio José da Cunha Junior. O curso tem o objetivo de auxiliar os municípios na captação de recursos junto ao governo federal. 

Para o coordenador da Defesa Civil de Peixoto de Azevedo, Vanderlei Ferrari, as atividades capacitação são sempre importantes para os municípios. Segundo ele, na região as principais ocorrências de desastres estão relacionadas às chuvas e as queimadas urbanas. “Temos desenvolvido trabalho de conscientização juto a comunidade, porém é preciso sempre estar atualizado. Eventos como este, nos auxiliam a melhorar o atendimento à população local”. 

O terceiro maior município de Mato Grosso, Rondonópolis, conta com estrutura mínima na área de Defesa Civil. De acordo com o coordenador local, Francisco Erimar Bezerra, as invasões em regiões de risco figuram como principal problema. 

“A capacitação reflete diretamente em melhorias a serem aplicadas para a população. Hoje, a Defesa Civil de Rondonópolis conta com dois profissionais, porém trabalhamos em parceria com os demais órgãos locais. Queremos aqui ampliar o conhecimento e levar para os gestores municipais a necessidade de se investir na Defesa Civil”, destacou Bezerra. 

Para o prefeito de Carlinda, Geraldo Ribeiro, as orientações recebidas durante o processo de capacitação irão auxiliar os profissionais da Defesa Civil local no momento do registro do desastre. “É importante saber o que temos que fazer nestes momentos, pois muitas vezes os recursos são perdidos devido à ausência de orientação adequada”. 

Para o superintendente da Defesa Civil de Mato Grosso, o curso de capacitação, além de auxiliar os municípios na captação de recursos, também auxiliará no apoio às comunidades impactadas com os desastres. Atualmente 46 cidades contam com representantes da Defesa Civil, porém apenas 10 municípios contam com estrutura realmente ativa. 

“Queremos potencializar as ações nos municípios, não apenas em situações de desastres, mas também na área preventiva. Uma comunidade capacitada consegue desenvolver as atividades necessárias e atender adequadamente a população afetada”, destacou o tenente coronel Cunha. 

Segundo o secretário Eduardo Chiletto, a atuação na área preventiva faz com que as ocorrências sejam minimizadas em momentos de desastres. “Além do conhecimento, é preciso equipar estas localidades. Devido a essa necessidade, estamos estudando a instalação de um centro de monitoramento estadual. Dessa forma, as cidades terão um suporte adequado para desenvolver as ações preventivas”. 

Ainda durante a cerimônia de abertura, o secretário nacional da Defesa Civil destacou a importância de Mato Grosso estar alinhado aos novos conceitos do órgão. “Queremos uma sistema de Defesa Civil que funcione. Atendemos pessoas e nos momentos em que estas estão mais fragilizadas. Para isso, precisamos pensar e atuar de forma digna. Ver Mato Grosso caminhando neste sentido, é importante para todo o sistema nacional”, reforçou Adriano Pereira. 

De acordo com o governador Pedro Taques, a profissionalização da Defesa Civil é necessária não apenas para os momentos de desastres. “A Defesa Civil funciona por meio de um sistema e para que este tenha êxito é importante criar condições para auxiliar os cidadãos. Isso só é possível por meio de profissionalização e é desta forma que vamos continuar trabalhando”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário