terça-feira, 30 de agosto de 2016

Voluntários capacitados pela Defesa Civil atuarão na Caravana da Transformação
Larissa Malheiros
Assessoria de Imprensa/Defesa Civil



A Secretaria de Estado das Cidades (Secid-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, capacitou 136 voluntários que irão atuar na Caravana da Transformação, que começa no dia 04 de setembro em Peixoto do Azevedo (673 km ao norte de Cuiabá). O curso realizado na última semana certificou que todos os voluntários também poderão atuar em ações de auxílio emergencial no município.
 
O curso teve carga horária de 12 horas. Entre as disciplinas da capacitação estão noções de Defesa Civil e voluntariado, atendimento pré-hospitalar e combate a princípios de incêndio. Além dessas disciplinas, a novidade ficou por conta das noções de atendimento ao público. Isso porque, é necessário que todos os profissionais tenham a habilidade de recepcionar e atender as inúmeras pessoas que irão circular no evento.
 
“Nossos voluntariados devem exercitar a cidadania em todo momento durante eventos que envolvam a comunidade. Não podemos deixar de realizar um bom atendimento, compreender os sentimentos externados pelas pessoas. Precisamos receber todos com atenção e carinho. Por isso a necessidade desta disciplina”, revela a gerente de capacitação Maria Miqueline.
 
Durante a semana que a Caravana da Transformação estiver em Peixoto de Azevedo, os voluntariados devem atuar no regime de plantão. Todos serão acompanhados pela Defesa Civil Estadual.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

DEFESA CIVIL DO ESTADO AUXILIA NO FORNECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL À POPULAÇÃO

Larissa Malheiros
Assessoria de Imprensa/ Defesa Civil



A Secretaria de Estado das Cidades, por meio da Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, realiza neste sábado (27.08) o levantamento do número de famílias moradoras do município de Barão de Melgaço, a 129 km de Cuiabá, atingidas diretamente pela contaminação do sistema de coleta e distribuição de água, realizado pelo Departamento de Água e Esgoto da cidade.

Após análise dos dados coletados, será realizada no início da próxima semana uma ação imediata de distribuição de água potável para comunidade e a entrega de filtros. A distribuição será mantida até a chegada de duas Unidades Móveis de Tratamento de Água (Umta), disponibilizada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), prevista para serem instaladas nos próximos dias.

Os técnicos da Secid acompanharam todo estudo que comprovou o problema e constataram a contaminação da água oferecida à população no perímetro urbano. Além do auxílio aos moradores, outra frente de ação da Defesa Civil será no trabalho de inserção dos dados no Sistema Nacional de Informação de Desastre, para fins de reconhecimento da Defesa Civil Nacional.

Segundo o secretário Adjunto de Defesa Civil, tenente-coronel Abadio da Cunha, a primeira missão é conseguir atender a população que não tem condições de adquirir água potável. “Vamos focar em levantar o número de pessoas que precisam ser abastecidas, e garantir este abastecimento para consumo até que a Umta fique pronta”. Somado a isso, a Defesa Civil também está produzindo o plano de resposta para auxiliar a homologação e os pedidos de ajuda ao Governo Federal.

A Prefeitura Municipal autorizou a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a tutela da Comissão de Defesa Civil e da Coordenadoria Municipal de Proteção de Defesa Civil vinculadas ao Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil

Entenda o caso

A prefeitura decretou situação de emergência na cidade nesta quinta-feira (25.08), pela contaminação da água pela bactéria Escherichia Colin. Entre eles os órgãos envolvidos na análise e ação em Barão estão: Universidade Federal de Mato Grosso, Fundação Nacional de Saúde e Secretaria de Estado de Saúde.

Um das soluções encontradas para solucionar o problema de Barão de Melgaço veio da Universidade Federal, que doará o projeto da nova Estação de Tratamento de água ao município, que conta com uma população de pouco mais de 7 mil pessoas.



DEFESA CIVIL PARTICIPA DE OFICINA
PARA COMBATE AO AEDES AEGYPTI

Larissa Malheiros
Assessoria de Imprensa/Defesa Civil



O secretário adjunto de Proteção e Defesa Civil da Secretaria das Cidades (Secid), tenente-coronel Abadio José da Cunha Junior, participou em Brasília da oficina “Identificação de Combate ao Mosquito: Lições Aprendidas e Desafios”. Organizada pela Sala Nacional de Coordenação de Controle para Combate ao mosquito Aedes aegypti, a oficina é mais uma etapa de preparação para o enfrentamento ao mosquito transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya.

A reunião começou na quarta-feira (24.08) e terminou nesta quinta (25). O encontro contou com a participação de representantes dos 26 Estados e do Distrito Federal, além de autoridades envolvidas com o tema. Eles avaliaram o resultado e o impacto das ações realizadas no 1º semestre e compartilharam os resultados, desafios e ações desenvolvidas.

Para o tenente-coronel Cunha, o evento é uma oportunidade para interagir com as 27 salas de Coordenação do País. “Com a troca de experiência existe a construção de uma nova perspectiva para este 2° semestre”, destaca Cunha.

Sala estadual

A sala estadual de Coordenação de Controle e Combate ao Mosquito Aedes aegypti do Mato Grosso, coordenada pela Secretaria de Estado das Cidades, foi a segunda criada no país a oferecer apoio aos municípios nas ações de combate ao mosquito e canal de comunicação com a Sala Nacional.

A sala é utilizada para o compartilhamento de informações e resultados das ações de combate em todos Estados. Toda semana membros se reúnem para debater, avaliar e repassar por videoconferência os assuntos pertinentes da semana.


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

SECID MAPEIA ÁREAS DE RISCO COM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO

Larissa Malheiros | Secid-MT 



A Secretaria de Estado de Cidades (Secid-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, realiza o mapeamento de áreas de risco em Mato Grosso com veículo aéreo não tripulado. Quatro municípios foram inicialmente escolhidos. A ação faz parte do Acordo de Resultados firmado pela Defesa Civil para o ano de 2016. O critério de seleção dos municípios foi a proporção de desastres naturais (enchentes e estiagem) ocorridos nos anos de 2015/2016.

Os municípios selecionados foram Porto Espiridião, Vila Bela da Santíssima Trindade e Pontes e Lacerda, em função das enchentes, e Juara por causa de uma forte enxurrada.

A partir deste estudo, é possível elaborar uma carta com indicações por meio de cores das áreas de risco. Com isso, elabora-se um plano de contingência para cada risco, como explica o coordenador de Mapeamento de Áreas de Risco da Defesa Civil, Sargento BM José Bruno.

“Auxiliamos os municípios no processo de construção do plano de contingência. E também na instalação de plataforma de coleta de dados para monitoramento climático. Assim podemos antecipar os alertas e prevenir”, destaca.

Além destes municípios, a Defesa Civil também irá mapear outros até o final do ano, com o objetivo de realizar a atualização de dados já existentes no banco de dados.

Fotogrametria

É a técnica que permite o mapeamento de grandes áreas a partir de fotografias aéreas verticais. O robô voador é teleguiado por meio do sistema GPS.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

EMOÇÃO MARCA CERIMÔNIA DE ENTREGA DA MEDALHA DE HONRA DA DEFESA CIVIL

Por: Larissa Malheiros | Assessoria Secid
Fotos: Edson Mauro Veiga

Família de Domingos Iglesias recebendo a homenagem 
Momentos de reconhecimento e emoção marcaram a cerimônia de entrega da Medalha de Honra Mérito da Defesa Civil, que aconteceu na noite desta quinta-feira (18), no Salão Nobre Clóves Vetoratto no Palácio Paiaguás. Foram 22 pessoas agraciadas pelos serviços prestados à sociedade brasileira. Além disso, houve homenagens ao Patrono da Defesa Civil, Domingos Iglesias pelo legado deixado ao criar a instituição no Estado, e ao agente da instituição, sargento BM Juliano Teófilo, falecido no mês passado.

Na ocasião estiveram presentes primeira-dama do Estado, Samira Martins e também personalidades lendárias da política mato-grossense como o ex-governador Frederico Campos, amigo pessoal do patrono, bem como o ex-governador, Julho Campos. Também participaram do evento o secretário de Estado das Cidades, Eduardo Chiletto e o secretário Adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente coronel Abadio da Cunha, entre outras autoridades. Servidores da Secretaria das Cidades também foram agraciados com a honraria. 
O secretário Adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel, Abadio da Cunha, revela que a medalha é uma forma de agradecer as pessoas que fizeram e fazem parte de ações que acolhem a sociedade. “Nosso slogan é ajudar o próximo. Por isso, sabemos que todos que receberam essa lembrança, com certeza esteve presente na vida de muitos brasileiros na hora de uma necessidade extrema, seja desastre ou social. Também não podemos esquecer, que o Patrono da Defesa Civil é um estímulo para continuar trabalhando a fim de minimizar problemas vividos pela população”.

O secretário Eduardo Chiletto lembrou a história de Domingo Iglesias na Defesa Civil e frisou a importância do reconhecimento do trabalho prestado ao Estado. “O trabalho da Defesa Civil é muito bonito e importante, eles vão até as pessoas em situação de emergência, de risco. Muitas vezes na hora da dor e da angústia. E pessoas como o Domingos, que dedicou 32 anos a este trabalho, precisam ser reconhecidas. É uma homenagem muito justa, que deveria ter sido feita há muito tempo”, disse.
Dispositivo de autoridades que contou com a presença da primeira-dama, Samira Martins, do secretário de Estado das Cidades, Eduardo Chiletto, do pró-reitor de extensão do IFMT, Levi Pires de Andrade, dentre outros
Também participou da noite de honras o coronel José Roberto, do Rio de Janeiro. Segundo ele, a homenagem é importante para mostrar a família o tempo dedicado ao outro “Isso é importante como reconhecimento e materialização do trabalho, dedicação e muitas vezes da ausência. Homenagem merecida pelo trabalho feito de coração e não por obrigação”, frisou.

 A emoção tomou conta de grande parte dos convidados presentes durante a homenagem ao sargento BM Juliano Teófilo, falecido no dia 28 de julho passado aos 42 anos. Jovem, ele dedicou dez anos de trabalho na Defesa Civil.

O tenente coronel BM Abadio da Cunha lembrou a perda e entregou uma homenagem à família do militar. “Perdemos um grande homem, irmão, amigo e confidente. Perdi um dos meus generais”, disse emocionado.

“A vida do meu filho era essa instituição. Ele estava pronto a qualquer hora para servir. Sempre me dizia da satisfação e alegria em proteger, cuidar e salvar o próximo. Todo trabalho dele foi por amor e ele está recebendo essa homenagem onde estiver. Nossa família também se alegra pelo reconhecimento da dedicação de Juliano”, disse dona Iramaia de Moraes da Silva, mãe do sargento.

Entrega da homenagem à família de Juliano Teófilo
Uma noite que entra pra história justamente porque consagra aqueles(as) que fizeram e fazem parte da história da Defesa Civil do Estado de Mato Grosso.



Confira a lista de quem recebeu a honraria:
José Pedro Taques – Governador do Estado de Mato Grosso
Dra. Samira Martins - Primeira Dama do Estado de Mato Grosso
Juliana Fiusa Ferrari – Secretária Adjunta de Administração Sistêmica – SECID
Juliana Zini – Chefe de Gabinete – SECID
Cel PM RR Dival Pinto Martins Correa – Superintendente da Cruz Vermelha 
Cel BM Sandro dos Santos Caillava – Comandante Geral Adjunto do Corpo de Bombeiros Militar - MT
Ten Cel BM José Carlos Barbosa – Comandante Regional VI – Tangará da Serra
Ten Cel BM Licínio Ramalho Tavares – Coordenador do 16º Curso de Formação de Soldados Bombeiros Militar 2016 - MT
3° Sgt BM Marcelo Augusto Granja Fontes – Gerente de Logística Operacional
Maj BM RR José Carlos da Silva Costa - Agente Defesa Civil
Eduardo Henrique Cardoso - Agente Defesa Civil
Engenheiro Domingos Iglesias Filho
Elarina Pinho
Erimar Bezerra – Coordenador de Proteção e Defesa Civil de Rondonópolis 
Galvão Cebalho – Coordenador de Proteção e Defesa Civil de Porto Esperidião
Cícero Guilherme da Silva – Coordenador de Proteção e Defesa Civil de Jauru
Valdeci dos Anjos Gonçalves – Coordenador de Proteção e Defesa Civil de Nova Olímpia
Oscar Amelito Alves dos Santos “In Memorian” – Coordenador de Proteção e Defesa Civil de Cuiabá
General Adriano Pereira Junior - Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil
Cel PM José Roberto Rodrigues de Oliveira – Defesa Civil SP – Presidente do Conselho Nacional de Gestores de Proteção e Defesa Civil
Cel BM Fabiano Marchetti Bonno – Defesa Civil - ES
Cel BM Múcio Ferreira dos Santos – Defesa Civil - GO
Cel PM Adilson Castilho Casitas - Defesa Civil - PR
Rafael de Azevedo Carrera – Coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável - VG
Múcio Calvoso Teixeira – Analista do Meio Ambiente da SEMA
3º Sgt BM Juliano Teófilo da Silva - Agente Defesa Civil “In Memorian”







Anteriormente à solenidade, no dia 09 de agosto, a medalha já havia sido concedida aos que compuseram o Conselho de Concessão da Medalha de Honra ao Mérito da Defesa Civil, responsável por indicar quais pessoas seriam condecorados. O  secretário adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente coronel Cunha, foi incumbido de presidir o Conselho que foi composto por: 
Eduardo Cairo Chiletto - Secretário de Estado de Cidades;
Anderson Luiz Chignalia de Amorim - Superintendente de Proteção e Defesa Civil;
Cap BM Maurício Ferreira da Cruz - Coordenador de Administração e Logística;
Benedito de Araújo Gomes - Coordenador de Prevenção e Preparação de Proteção e Defesa Civil;
3º Sgt. BM José Bruno de Souza Filho - Gerente de Monitoramento de Área de Risco.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

LANÇAMENTO DO LIVRO “PERÍCIA AMBIENTAL” 

Por: Ana Sampaio | Assessoria Secid-MT 
Fotos: Edson Mauro 

Foi lançado nessa quinta-feira (11.08) o livro “Perícia Ambiental”, que trata sobre a importância de se desvendar as causas e consequências dos incêndios florestais nos ecossistemas mato-grossenses. A obra foi escrita em conjunto pelo biólogo Romildo Gonçalves, o médico Daniel Gonçalves, o secretário adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel BM, Abadio da Cunha e a geógrafa Terezinha Rodrigues. A cerimônia ocorreu às 14h na sede da Defesa Civil, localizada na Arena Pantanal.
Autores autografam o livro para os participantes do lançamento
A publicação tem por objetivo orientar gestores públicos, produtores rurais, profissionais que atuam na área ambiental, estudantes e pesquisadores quanto a prevenção, controle e manejo correto do fogo florestal nos ecossistemas brasileiros. Além de identificar os responsáveis, as causas e consequências dos sinistros.

A elaboração do livro contou com o apoio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Secretaria de Estado das Cidades (Secid), por meio da secretaria adjunta de Proteção e Defesa Civil e Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso.

Eduardo Chiletto, secretário de Estado das Cidades, fala durante o lançamento do livro Perícia Ambiental




sexta-feira, 5 de agosto de 2016

ESTADO AUXILIA MUNICÍPIOS DO ARAGUAIA NO ENFRENTAMENTO DA ESTIAGEM

Por: Larissa Malheiros | Assessoria Secid-MT 


O período tradicionalmente de estiagem em Mato Grosso, que se estende até outubro, acende um sinal de alerta nos municípios, principalmente em um ano marcado por decretos de situação de emergência pela seca. A região do Araguaia é a mais afetada pelo problema no Estado e o prejuízo estimado nos municípios relacionados à agricultura e pecuária, apenas no mês de julho, chega a quase R$ 400 milhões, segundo diagnóstico da secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso, ligada à Secretaria de Estado das Cidades. Até agora, quase 30 mil pessoas foram atingidas pela seca.

Além disso, a falta de água impactou ainda no abastecimento da população em algumas cidades e os rios estão com nível abaixo do aceitável. Só em julho quatro municípios do Araguaia entraram com decretação de situação emergência. São eles: Querência (a 945 km de Cuiabá), Água Boa (a 739 km de Cuiabá), Canarana (a 823 km de Cuiabá) e Novo São Joaquim (a 339 km de Cuiabá).

Os técnicos da Defesa Civil estiveram nas localidades para confirmar in loco a situação e auxiliar nas documentações para concretizar o decreto. Posteriormente à etapa das documentações concluída, a prefeitura do município emite o decreto para que o Estado realize a homologação. Assim, os municípios podem pedir ajuda financeira ou humanitária tanto ao próprio Estado ou ao Governo Federal, como explica o secretário Adjunto da Defesa Civil, tenente coronel Abadio da Cunha.

“A preocupação do Governo do Estado é para que os municípios estejam com o processo de decreto correto. A Defesa Civil vai in loco com essa finalidade para analisar a decretação e, sendo confirmada, seguida da homologação, para que os municípios consigam receber a ajuda necessária".

O município de Água Boa teve o maior número de pessoas atingidas pela estiagem, chegando a 15 mil, com prejuízo estimado em R$ 205 milhões no agronegócio. Dados levantados pela Defesa Civil apontam que Querência é a segunda cidade mais afetada. Cerca de 13 mil pessoas sentiram o reflexo da seca, que gerou perdas de R$ 183 milhões também na lavoura. Nessas cidades várias comunidades estão com até 100% de falta de abastecimento de água.

Ainda segundo Cunha, o Estado continua monitorando as documentações desses municípios para que a situação seja minimizada o quanto antes. As pessoas de comunidades mais afastadas do centro urbano chegam a andar até dois quilômetros para garantir a água para beber.

“O Araguaia tem sido o nosso sertão. Nosso técnicos seguem nesses municípios agilizando os processo de decretos, para que a solução venha o quanto antes. Não é fácil ver famílias inteiras sendo castigadas pela seca. Temos que nos unir neste momento porque a realidade deste povo é realmente cinematográfica”, completou.

O secretário reforça que os efeitos climáticos são inesperados e trazem consequências drásticas, mas que a população deve também se preocupar com o racionamento da água. “A Defesa Civil alerta para que a população preserve os leitos dos rios e seja consciente para evitar o desperdício”, finaliza Cunha.

Para avaliar melhor a dimensão do problema nas demais cidades, a Defesa Civil vai retomar em agosto os trabalhos de visitação nas demais cidades afetadas pela seca no Estado. Somente em julho, seis municípios receberam a decretação de situação de emergência. De janeiro até julho de 2016 foram 15 municípios com situação de emergência decretada no Estado devido à estiagem.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

DEFESA CIVIL E GOOGLE EMITIRÃO AVISOS PÚBLICOS ONLINE SOBRE DESASTRES NO BRASIL

Os alertas serão atualizados 24 horas por dia e ficarão disponíveis nas páginas do Google Now, Maps e Busca

Por Assessoria de Comunicação | Defesa Civil Nacional

Informações em tempo real, 24 horas por dia, sobre desastres naturais no Brasil serão disponibilizadas a partir de agora pelo Google. A parceria da empresa americana com os Ministérios da Integração Nacional e da Agricultura, lançada no fim de julho, tem o objetivo de auxiliar os profissionais que atuam no setor e a população. Os alertas serão publicados antes, durante e depois dos desastres naturais, com avisos meteorológicos, orientações sobre os procedimentos a serem adotados ao longo das ocorrências, números de emergências, links para doações, notícias atualizadas e demais medidas executadas pela Defesa Civil Nacional.

O sistema lançará dados fornecidos pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, em conjunto com as defesas civis estaduais e municipais, sobre alagamentos e inundações, enxurradas, granizo,  tornado e vendaval. Os alertas exibidos dependerão da localização, da gravidade da ocorrência e do tipo de consulta realizada na busca e ficarão disponíveis em várias plataformas do Google, como Google Now, Google Maps e Busca, além da página de Avisos Públicos do Google.

"A parceria do Ministério da Integração Nacional com o Google vai ajudar a salvar vidas. Com o serviço de Alertas Públicos vamos gerar informações de emergência, apoiar os profissionais envolvidos no atendimento e orientar a população, trazendo mais agilidade ao acesso e garantindo que a sociedade obtenha dados oficiais em tempo real", explica o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.

Segundo o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira, a parceria com o Google tem duas principais vertentes. "Uma delas é crescer a cultura de defesa civil na nossa população e a outra é oferecer informação rápida e de qualidade na internet", ressalta.

Durante o evento, a Gerente de parcerias do Google, Juliana Dib Rezende, destacou o objetivo do serviço de trazer informações criticas sobre desastres quando as pessoas mais precisam. "Acreditamos que o serviço de Alertas Públicos ajudará os brasileiros a se prepararem melhor para situações sensíveis ao trazer as informações valiosas do INMET e do CENAD para ferramentas online que já fazem parte do dia a dia deles", diz.

O Projeto Google é desenvolvido pela equipe Google Apoio em Emergências, apoiado pela Google.org, e usa os recursos da empresa em informação e tecnologia para criar produtos e defender políticas voltadas para os desafios globais. Com o Brasil, o serviço Google de Avisos Públicos já está disponível num total de 12 países (Austrália, Canadá, Colômbia, Índia, Indonésia, Japão, México, Nova Zelândia, Filipinas, Taiwan e Estados Unidos). O primeiro a receber a ferramenta foram os Estados Unidos, em 2012.

A plataforma do Google no Brasil conta com a parceria do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), que será responsável pela inserção de avisos meteorológicos de tempo severo no sistema.