sexta-feira, 26 de agosto de 2016

DEFESA CIVIL DO ESTADO AUXILIA NO FORNECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL À POPULAÇÃO

Larissa Malheiros
Assessoria de Imprensa/ Defesa Civil



A Secretaria de Estado das Cidades, por meio da Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, realiza neste sábado (27.08) o levantamento do número de famílias moradoras do município de Barão de Melgaço, a 129 km de Cuiabá, atingidas diretamente pela contaminação do sistema de coleta e distribuição de água, realizado pelo Departamento de Água e Esgoto da cidade.

Após análise dos dados coletados, será realizada no início da próxima semana uma ação imediata de distribuição de água potável para comunidade e a entrega de filtros. A distribuição será mantida até a chegada de duas Unidades Móveis de Tratamento de Água (Umta), disponibilizada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), prevista para serem instaladas nos próximos dias.

Os técnicos da Secid acompanharam todo estudo que comprovou o problema e constataram a contaminação da água oferecida à população no perímetro urbano. Além do auxílio aos moradores, outra frente de ação da Defesa Civil será no trabalho de inserção dos dados no Sistema Nacional de Informação de Desastre, para fins de reconhecimento da Defesa Civil Nacional.

Segundo o secretário Adjunto de Defesa Civil, tenente-coronel Abadio da Cunha, a primeira missão é conseguir atender a população que não tem condições de adquirir água potável. “Vamos focar em levantar o número de pessoas que precisam ser abastecidas, e garantir este abastecimento para consumo até que a Umta fique pronta”. Somado a isso, a Defesa Civil também está produzindo o plano de resposta para auxiliar a homologação e os pedidos de ajuda ao Governo Federal.

A Prefeitura Municipal autorizou a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a tutela da Comissão de Defesa Civil e da Coordenadoria Municipal de Proteção de Defesa Civil vinculadas ao Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil

Entenda o caso

A prefeitura decretou situação de emergência na cidade nesta quinta-feira (25.08), pela contaminação da água pela bactéria Escherichia Colin. Entre eles os órgãos envolvidos na análise e ação em Barão estão: Universidade Federal de Mato Grosso, Fundação Nacional de Saúde e Secretaria de Estado de Saúde.

Um das soluções encontradas para solucionar o problema de Barão de Melgaço veio da Universidade Federal, que doará o projeto da nova Estação de Tratamento de água ao município, que conta com uma população de pouco mais de 7 mil pessoas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário