quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Caravana da Transformação
Com muita dedicação, mais de 200 voluntários atuam em Canarana

Thiago Andrade | Gcom-MT 

Foto: Junior Silgueiro/Gcom-MT
Uma equipe formada por 206 voluntários atuam diariamente na terceira edição da Caravana da Transformação que acontece no Estádio Municipal da cidade de Canarana. Juntamente com a Defesa Civil do Estado, todos foram treinados e estão preparados para receber, prestar primeiros socorros e atender quem precisa de ajuda durante o período do evento. 

Eles começam a chegar antes das 5h. Quando os portões são abertos, eles já estão prontos para acompanhar e conduzir cada pessoa que busca consulta oftalmológica, serviços de odontologia e também os serviços de cidadania.
Foto: Rafaella Zanol/Gcom-MT
Um dos voluntários é o jovem Dyakalo Faratu Matipe, indígena que faz curso técnico oferecido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec). Ele conta que achou interessante poder participar de um evento tão grandioso e que promete transformar a vida das pessoas. 

Ele atua na Caravana no cuidado com as crianças que vão ao Estádio Municipal de Canarana participar das atividades. "Está sendo uma experiência muito boa aqui na Caravana. Hoje trabalho no controle das crianças, e é uma função super importante para que elas não se percam por aqui. Caso isso aconteça, a gente liga rápido pra mãe vir buscar", disse.  

Preparação

Responsável pela preparação dos voluntários que atuam na Caravana da Transformação, Maria Miqueline, da Defesa Civil, destaca que a preparação começa um mês antes do início das atividades. "Fizemos a divulgação entre os servidores da Prefeitura de Canarana e nos veículos de comunicação da cidade. O pessoal compareceu, foram formados em primeiros socorros, combate a princípio de incêndio e noções de atendimento ao público", disse. 
Maria Miqueline, responsável pela preparação dos voluntários (Foto: Junior Silgueiro /Gcom-MT)
Segundo ela, os voluntários também conheceram o passo a passo de como os serviços oferecidos pela Caravana, para poderem auxiliar quem busca por ajuda. "Tudo isso foi explicado antes de eles virem trabalhar conosco aqui", destacou. 

A equipe de voluntários está sob supervisão do tenente-coronel Abadio José da Cunha Júnior. "Com a crise, a nossa equipe do governo acabou ficando menor e os voluntários hoje somam 80% dos profissionais que atuam aqui", disse ele, ao falar da importância dos voluntários para a realização da Caravana da Transformação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário