quarta-feira, 16 de novembro de 2016

FALTA DE ÁGUA EM TANGARÁ DA SERRA É AMENIZADA POR AÇÕES DA DEFESA CIVIL


Por causa da crise no abastecimento de água, a população do município de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, convive com a falta de água desde o início de outubro. Segundo o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), o nível do Rio Queima-Pé, que abastece a cidade, está muito baixo por causa da falta de chuvas no município, afetando a distribuição de água.

Para ajudar a amenizar a situação, a Defesa Civil Estadual tem oferecido todo apoio possível ao munícipio.

Uma das primeiras medidas foi assessorar a Defesa Civil Municipal no processo de decretação de situação de emergência. Com a medida, a Prefeitura tem facilitada a mobilização dos órgãos municipais e a dispensa de licitação para contratos de aquisição de bens às atividades de resposta à estiagem, além de possibilitar que o município consiga receber mais ajuda do Estado e da União.

A Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil providenciou também o envio de 22 caminhões-pipa para ajudar na distribuição de água às residências. “É uma ação mais humanitária e de emergência. Como a água não chegava às torneiras da maioria das casas, os caminhões ampliaram a capacidade de distribuição de água”, explicou o secretário adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente coronel BM, Abadio da Cunha Jr.

Atualmente, esses caminhões-pipa estão ajudando a encher a ETA (Estação de Tratamento de Água) da cidade, carregando água do rio Sepotuba. A ação está sendo coordenada por uma equipe da Defesa Civil Estadual que acompanha em loco a atividade visa normalizar de vez o abastecimento de água em Tangará da Serra.

Uma outra ação de ajuda emergencial foi a entrega de 500 filtros à Prefeitura de Tangará da Serra. Os filtros atendem as famílias cadastradas aos Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS), vinculados à Secretaria Municipal de Assistência Social. Conforme informações da Prefeitura, a população do município tinha o hábito de beber a água direto da torneira, pelo fato da água sempre vir tratada. Com os problemas no abastecimento e a consequente necessidade de filtragem da água, a entrega dos filtros vai evitar o consumo de água contaminada pela população que não tem condições de comprar água potável.

Para o prefeito do município, Fábio Junqueira, o apoio da Defesa Civil Estadual tem sido fundamental para minimizar os impactos sofridos pela população de Tangará da Serra. "O município vem fazendo um esforço grande para atender os bairros com a ajuda dos voluntários, da sociedade, da Defesa Civil municipal, mas nossa capacidade estava se exaurindo... e a vinda da Defesa Civil Estadual trouxe um fôlego novo. Todo o apoio por parte do Governo do Estado através de seus órgãos, como Defesa Civil e Secid, é muito importante e seremos sempre gratos por isso", agradeceu o prefeito.
Prefeito Fábio Junqueiro em conversa com o major BM Washington, coordenador de resposta e reconstrução da Defesa Civil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário